Estocolmo: como chegar, o que visitar e como se deslocar

Estocolmo: como chegar, o que visitar e como se deslocar

Conhecer Estocolmo sempre foi um sonho a ser alcançado (pessoalmente falando). Já tinha visto fotos de lá e elas pareciam quadros. Uma cidade onde “tudo funciona”, que é conhecida por ter um custo de vida alto mas uma contrapartida compensadora. Qualidade de vida e índices acima de média em todas as dimensões possíveis (trabalho, educação, engajamento social, saúde, segurança…).

Foram três dias na cidade dos sonhos. E arrisco dizer que ficaríamos lá por muito mais tempo, hehehe.

Como chegamos em Estocolmo

Fomos de avião diretamente de Tallinn, na Estônia e chegamos no Aeroporto de Arlanda. De lá, pegamos um trem (no próprio aeroporto) e descemos na T- Centralen (Estação Central de Estocolmo), onde embarcamos em um metrô que parou super perto do nosso hotel. Ficamos hospedados no Hostel Skanstull.

Como nos deslocamos por lá

De metrô e ônibus. Assim como nos outros destinos que já mencionamos aqui no blog,  Estocolmo possui a opção dos Day Pass – tickets de transporte público que podem ser usados de maneira ilimitada, em um determinado período. No nosso caso, adquirimos o ticket no próprio aeroporto, válido por três dias, e pudemos utilizar os diferentes modais de transporte. Também caminhamos bastante, especialmente nos arredores de Gamla stan, o centro antigo de Estocolmo. 

Anúncio

Adquira seu chip internacional com   15%   de desconto utilizando o cupom   UMTOUR!

Seguro viagem com   5%   de desconto utilizando o cupom   UMTOUR5!

Onde comemos

Tradicionalmente em nossas viagens, costumamos economizar em algumas refeições, para podermos gastar um pouco mais em uma ou outra ocasião. Portanto, durante o dia, fazíamos pequenos lanches (com iogurtes, tortas, sucos, saladas ou fast food) e no jantar “investíamos” mais. Não faltam restaurantes e bares, especialmente na região histórica da cidade. E tem culinária para todos os gostos. Desde os pratos mais requintados aos tradicionais fish and chips no House of Burgers. Cervejas? Muitas, e com canecas generosas. Comemos o tradicional doce sueco Kanelbulle na Vete Katten e recomendamos! Não podemos nos queixar da nossa experiência gastronômica por lá 😀

O que visitamos

Podemos dizer que Estocolmo foi um dos destinos em que mais visitamos museus. Fomos no Abba Museu (para quem não sabe, o grupo Abba é sueco), o Vasa Museu, o Museu de História, o Museu Nacional, o Nobel Museum (sim, o prêmio Nobel nasceu na Suécia e nesse museu é possível conhecer um pouco da história desse prêmio). Sabe do melhor? Alguns deles têm entrada gratuita! Faremos um post específico sobre os museus de Estocolmo, aguarde 😉

Visitamos também a Stockholm City Hall (da onde é possível ter uma vista maravilhosa da cidade) e a Praça Kungsträdgården. Aliás, as praças e pontes de Estocolmo são um espetáculo à parte. Todas merecem um minutinho da sua atenção, pois são belíssimas e rendem ótimas fotos!

Anúncio

Adquira seu chip internacional com   15%   de desconto utilizando o cupom   UMTOUR!

Seguro viagem com   5%   de desconto utilizando o cupom   UMTOUR5!

Estocolmo é um destino para compras?

Não. Foi uma das cidades europeias mais cara que já visitamos. Mas sim, compramos algumas (poucas) coisas por lá. Mas nosso critério foi adquirir coisas que dificilmente encontraríamos em outra cidade. Caso contrário, esperamos para chegar em um país mais “barato”.

Qual a moeda da Suécia?

Coroa sueca. Uma coroa sueca vale em média R$0,45 e €0,10. Mas não se engane, pois você poderá pagar 40 coroas suecas em um suco hehehe. Nós trocamos o euro no próprio aeroporto. Nesse caso, a cotação foi mais vantajosa do que se tivéssemos comprado a moeda aqui no Brasil (em R$).

Qual o fuso horário?

A Suécia está 4 horas à frente do Brasil.

Fácil comunicação

Assim como na Finlândia e na Estônia, se comunicar na Suécia foi super tranquilo. Mesmo com a língua oficial sendo o sueco, grande parte da população fala perfeitamente o inglês. Claro, nem todas as placas são muito esclarecedoras (muitas estavam em sueco 😅), mas com esforço você se encontra. Nos locais turísticos, a versão em inglês sempre estava disponível.

Clima frio e dias mais curtos no inverno

Fomos para Estocolmo no outono, mas já pudemos sentir temperaturas bem baixas – se comparadas às que estamos acostumados. O inverno lá costuma ser bem rigoroso e os dias são curtos nessa estação (só amanhece às 9 horas e já escurece às 15 horas, ou seja, apenas 6 horas de claridade). Muitos dizem que esse clima acaba deixando as pessoas mais deprimidas e tristes. Bem, não podemos dizer pois não moramos lá. Como viajantes, apenas podemos recomendar que, se você deseja aproveitar a cidade, é recomendado que visite o país em estações como primavera ou outono. Assim, você terá mais disposição e, claro, a luz do dia a seu favor.

E aí, gostou das dicas? Visitaria Estocolmo? Fique atento, pois em breve traremos mais dicas sobre esse destino. Até lá 🙂 

Mais dicas:

Não viaje sem seu CHIP INTERNACIONAL e seu SEGURO VIAGEM!

Vai viajar? Saiba o que não pode faltar na sua bagagem!
Confira nossas dicas para economizar em sua viagem internacional.
Vai alugar um carro? Confira os prós e contras de viajar de carro.
Vai no inverno? Saiba as vantagens e desvantagens em viajar no frio.
Já tem visto americano? Te ajudamos a tirar o visto em Porto Alegre.
Também temos dicas de ferramentas indispensáveis para planejar sua viagem e dicas para não cair nas clássicas ciladas ao viajar.

Não esqueça de utilizar os nossos PARCEIROS!

Booking.com

Estocolmo: como chegar, o que visitar e como se deslocar
Classificado como:                                                                            

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: