Nós somos suspeitos para falar sobre qualquer destino que envolva gastronomia e vinhos. Somos apaixonados pela bebida e essa paixão já norteou, inclusive, nossas escolhas de viagem. Lembro que quando cogitamos ir para Bento Gonçalves (cidade que abriga o Vale dos Vinhedos) a primeira vez  ainda não ‘degustávamos’ vinho e percebemos que o destino poderia não ser tão interessante assim. Passaram-se alguns meses e planejamos nossa primeira ida para o Vale. Saímos de lá apaixonados… Não demorou muito para termos mais um espacinho no calendário e pouco mais de um ano depois da primeira visita, fomos para lá de novo. A conclusão nisso tudo é uma só: são vários os motivos para conhecer o Vale dos Vinhedos. E no post de hoje resolvemos separar os principais deles 🙂

 

1. Você vai saborear e conhecer vinhos genuinamente brasileiros

Muitos podem achar que vinho de qualidade não existe no Brasil. A região nos mostra o contrário. São centenas de vinícolas que possuem vinhos maravilhosos, processos de fabricação minuciosos e valores para todos os bolsos. Rótulos 100% nacionais e premiados internacionalmente. Antes de conhecer o Vale dos Vinhedos nós não sabíamos da importância e visibilidade dos rótulos nacionais fora no País. Saímos de lá orgulhosos dos produtos fabricados aqui, pertinho de nós. E claro, carregados de garrafas hehehe.

 

2. Pode conhecer as vinícolas e seus processos de fabricação

Uma das vantagens de visitar a região é a possibilidade de realizar as visitas guiadas às fábricas e adegas. Os processos mais industriais são comuns em vinícolas maiores, como Aurora, Miolo, Casa Valduga, Chandon e Salton. As vinícolas familiares apresentam processos mais simplificados (que beiram o artesanal). E é justamente essa a vantagem de conhecer a região dos Vale dos Vinhedos: você perceber as diferenças dos processos e o valor agregado nos rótulos das vinícolas familiares. Uma experiência enriquecedora.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

3. Adquirir rótulos exclusivos

Por possuir muitas vinícolas familiares, é possível você comprar vinhos que dificilmente conseguirá comprar em lojas e adegas. Em nossa primeira ida ao Vale compramos uma garrafa numerada, de uma vinícola que não comercializa seus produtos nem em adegas e nem pela internet. Ou seja, se não tivéssemos ido pessoalmente lá nunca teríamos comprado esse rótulo. Em outras adegas, como a Marco Luigi, você pode comprar garrafas de vinhos envelhecidos e rotulá-las na hora. Até mesmo as grandes vinícolas, como a Casa Valduga, oferece opções diversificadas, que raramente encontramos em lojas especializadas fora dali.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

4. Além da bebida, a comida é da melhor qualidade

Bento Gonçalves, como uma boa cidade colonizada por italianos, apresenta uma gastronomia maravilhosa. É comida de verdade, caseira, gostosa e que faz cada centavo investido em um almoço e jantar valer a pena. Portanto, se você for para a região saiba que a culinária italiana é deliciosa. Nem todos os restaurantes são baratos, mas o investimento é válido. Com certeza você não vai se arrepender 😉

 

Anúncio



5. As cidades no entorno também reservam opções de passeio

Garibaldi (que fica a pouco mais de 10km de Bento) e Carlos Barbosa (aproximadamente 15 km) são cidades que reservam algumas opções turísticas para quem vai até o Vale dos Vinhedos. Garibaldi também possui vinícolas, além de ser uma cidade linda e super conservada. Carlos Barbosa abriga a loja de fábrica da Tramontina, que atrai muitos turistas e consumidores. Além disso, é dali que parte a Maria Fumaça, uma ótima opção de passeio que liga a cidade até Bento Gonçalves. O trajeto dura em média duas horas e conta a história da região, com paradas em estações, degustação de vinhos, música e muita diversão.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

6. Possibilita conhecer outras cidades da Serra Gaúcha na mesma viagem

Se você vai viajar até o Vale dos Vinhedos, que tal dar uma esticadinha até as outras cidades, como Nova Petrópolis, Gramado e Canela? Elas ficam a apenas 100 km de Bento Gonçalves. Se você tiver mais que dois dias disponíveis para explorar a região, o deslocamento até as cidades queridinhas da Serra é fácil. Em uma de nossas idas até o Vale dos Vinhedos fizemos o trajeto e foi super tranquilo. Por isso se você está planejando ao menos cinco dias para o Vale, divida-os. Pode ser uma ótima opção para contemplar diferentes destinos em uma mesma viagem.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

7. É um destino para todas as idades

O Vale dos Vinhedos não é um destino radical ou de aventuras. Pelo contrário. É tranquilo, família e que pode ser aproveitado por pessoas de todas as idades. Tem filho pequeno? É uma ótima opção! Quer levar os pais e familiares? Também é uma ótima oportunidade. Para quem não gosta de beber, tem as opções de passeio e gastronomia. Para quem gosta de vinho, é o paraíso. Enfim, um destino que agrada todas as idades.

 

Aviso aos amantes de vinho: vamos elaborar um post relatando a nossa experiência nos passeios das vinícolas e listar as que mais gostamos. Aguarde 😉



Booking.com

7 motivos para conhecer o Vale dos Vinhedos
Classificado como:                                                            

Deixe uma resposta