No ano passado, não esperávamos pegar férias no final do ano. Aliás, não costumamos viajar nesse período. Lotação máxima nos hotéis e aeroportos, preços inflacionados e dias que passam “voando”, potencializados por datas como Natal e Réveillon. Sequer havíamos pesquisado um possível destino. Mas quando soubemos da pausa de 15 dias no trabalho, nos forçamos a planejar algo. Caso contrário, perderíamos a oportunidade de usar os preciosos dias de férias sem viajar.

Buenos Aires sempre foi um lugar que queríamos conhecer. Fica relativamente perto de Florianópolis (onde moramos), oferece voos diretos com duração de pouco mais de duas horas e lugares lindos para explorar. Tem arte, gastronomia, cultura… Só tínhamos boas referências de lá. Por que não?

Após decidirmos o destino, reservamos hotel e passagens para o período e iniciamos o planejamento (se quiser saber como tudo foi planejado, confere aqui). Foram, ao todo, cinco dias na capital argentina. Nosso voo foi pela empresa Aerolíneas Argentinas, que em períodos de alta temporada (devido ao grande número de argentinos vindo para Florianópolis) passa a operar com frequência por aqui.

 

Buenos Aires 40 °C

O verão de Buenos Aires se aproxima muito do verão de Santa Catarina. Dias extremamente quentes e abafados – devido à umidade –, eventuais chuvas e trovoadas no final da tarde e um sol que chega a arder. Costumamos explorar as cidades que conhecemos a pé. Por isso, sempre buscamos um hotel que facilite nosso deslocamento. Em BA não foi diferente. Ficamos hospedados próximos à Avenida 9 de Julio, pertinho do Obelisco.

Conseguimos nos deslocar para vários lugares a pé: Casa Rosada, Calle Florida, San Telmo e Puerto Madero. Óbvio que para percorrer todos esses lugares tivemos que usar toda a nossa disposição, pois caminhar tanto no calor não é fácil. Muito protetor solar, busca incessante por um abrigo à sombra, óculos escuros e muitaaaa água!

 

Preços na cidade

A Argentina enfrenta um momento delicado na economia. Portanto, os preços estavam bem inflacionados quando fomos pra lá. Um almoço com carne e guarnições não saía por menos de R$30 por pessoa, por exemplo. Roupas, acessórios e eletrônicos não apresentaram preços muito diferentes dos ofertados no Brasil.

Para mantermos o orçamento da viagem, muitas vezes optávamos por um lanche no almoço e investíamos mais em nosso jantar. As redes de fast food locais ofereciam combos bem gostosos e com preços atraentes. Um dos exemplos foi a rede Mostaza, que tinha algumas unidades próximas ao nosso hotel. Como caminhávamos muito em nossos passeios, já tratávamos de “queimar” o que era ingerido, hahaha.

 

Anúncio



Kioscos – uma facilidade e tanto

Outra vantagem que pôde ser encontrada em cada esquina de BA era o Kiosco, que nada mais é que uma espécie de loja de conveniência. Nele tem bebidas, salgadinhos, balas, chocolates e algumas opções para consumo rápido. Aqueles produtinhos para te ajudar na hora do aperto, sabe? Os preços eram parecidos com os do mercado. Até vinho de qualidade era possível de encontrar nos kioscos. E o melhor: tinha um em cada esquina. E a maioria deles funcionava 24 horas.

 

Simpáticos, pero no mucho

Cruzamos com alguns hermanos simpáticos e agradáveis, que nos auxiliaram e foram receptivos conosco. Mas eles foram a exceção. Em restaurantes, lojas, táxis e até mesmo nas ruas, percebemos um pouco de resistência por parte deles. Mas acreditamos que alguns fatores contribuíram para isso: o clima, irritantemente quente naqueles dias; o período do ano (festas de final de ano e muito agito); e a cidade, que apesar de seguir com sua rotina normal, divide seu espaço com turistas do mundo inteiro.

Recomendamos?

Simmmmmm! Buenos Aires é um destino encantador e oferece uma atmosfera europeia aqui pertinho, na América do Sul! As passagens não são caras, justamente por haver uma grande procura por parte dos brasileiros. Comida boa, vinhos maravilhosos e baratos, e mesmo que você não fale fluentemente o espanhol, vai conseguir se virar por lá mesmo assim. Tem bastante opção de passeios, que percorrem desde arte e história, à gastronomia e compras. Uma cidade versátil, que mostra diferentes faces. Basta você escolher a que mais lhe agrada ☺

Neste post você pode conferir mais sobre nossas percepções de Buenos Aires e dicas sobre os lugares que visitamos!



Booking.com

Decidindo o destino: final de ano em Buenos Aires
Classificado como:                                                        

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: